terça-feira, 29 de setembro de 2009


"Hoje COMPREENDI pra ser feliz basta querer.
APRENDI que o tempo cura.
A mágoa passa. Decepção não mata.
Hoje é reflexo de Ontem.
PODEMOS chorar sem derramar lágrimas.
A dor fortalece.
Sonhar não é fantasiar.
Beleza não está no que vemos, mas no que sentimos.
O valor está na grandeza da conquista.
O olhar não mente. Viver é aprender com os erros.
Que melhor é ser nós mesmos.
SEGREDO da vida é VIVER o AMOR.
Sonhar mantém a esperança.
Que a ternura, o carinho encantam a alma.
Nunca desanime!
Aprenda a começar e a recomeçar.
Talvez chegue ao fim da luta cheio de cicatrizes,
mas estas se transformarão em luzes diante do aprendizado que DEUS está te passando."

(Desconheço a autoria)

♥♥♥

"...As pessoas estão sempre culpando
as circunstâncias pelo que elas são.
Não acredito em circunstâncias.
Vence neste mundo quem sai à procura
das circunstâncias de que precisa e,
quando não as encontra, as cria...!
(George Bernard Shaw)

sexta-feira, 25 de setembro de 2009


Estou muito feliz hje,
conheci uma amigona da net: Luciana (Lua para os intimos-eu)
Amei passar algumas horinhas com vc flor
Vc é especial demais pra mim!!
EmJaneiro de 2010, quero repeteco tá???
Amoooooo Vc!!!

Santos X Dois Corregos = A amizade perfeita !!
As diferenças fazem parte da vida... Respeite o outro...
Faça o preconceito desaparecer da sua vida...
"O que é feito com amor e por amor , distancia nenhuma destroi"


sábado, 19 de setembro de 2009

De volta
Agora em versão 2.6....
Oficina G3 embalou minha noite ontem !!
Música do Dia: O Tempo
Interprete: Oficina G3
Composição: Juninho Afram
Fonte: Site Vagalume
Imagem: Internet
O vento toca o meu rosto,
me lembrando que o tempo vai com ele
Levando em suas asas os meus dias,
desta vida passageira
Minhas certezas, meus conceitos,
minhas virtudes, meus defeitos
Nada pode detê-lo
O tempo se vai
Mas algo sempre guardarei
O teu amor, que um dia eu encontrei

[Refrão]
Os meus sonhos, o vento nao pode levar,
a esperança, encontrei no Teu olhar
os meus sonhos, a areia não vai enterrar
porque a vida recebi ao Te encontrar...

Nos teus braços não importa o tempo
só existe o momento de sonhar (de sonhar)
e o medo que está sempre à porta
quando estou com Você
Ele não pode entrar...

O tempo se vai
Mas algo sempre guardarei
O teu amor, que um dia eu encontrei


sábado, 12 de setembro de 2009


Cântico II

Não sejas o de hoje.
Não suspires por ontens...
não queiras ser o de amnhã.
Faze-te sem limites no tempo.
Vê a tua vida em todas as origens.
Em todas as existências.
Em todas as mortes.
E sabes que serás assim para sempre.
Não queiras marcar a tua passagem.
Ela prossegue:
É a passagem que se continua.
É a tua eternidade.
És tu.


Cecilia Meireles


quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Oi gente
Bom, hoje sairei um pouco da linha...
Usando este espaço para divulgação de alguns produtos vendidos por uma amiga : Camila de 25anoslá de Atibaia/Sp que está usando a grana para pagar seu tratamento de Hemodiálise!!!
Quem me conhece sabe que não sou o tipo de pessoa que fala dessas coisas , nem indico o que não confio!!!
Não basta dar uma olhada... e repassar para os amigos !
Qlq ajuda é bem vinda
Abaixo um dos produtos....
Chaveiro Digital



Existem outros produtos que estão no orkut...
Maiores informações: cec.atendimento@gmail.com

Valeu galerinha!!!

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Conto de uma amada amiga...
Espero que gostem!
Vall amo vc linda!!

Dê-me uma flor cinza



Sozinha, de volta ao jardim mais lindo que já vi na vida, onde experimentei a maior sensação de cores, formas e tamanhos de flores, vi-me atônita, surpresa...

Onde estavam aquelas cores? Cadê toda aquela beleza?

A agonia era tamanha ao deparar-me agora apenas com brancas e pretas.

Correu-me o desespero pelo corpo. O vazio da mudança completa, de não reconhecer mais o que era, de não existir mais a energia de um antigo colorido.

Uma voz de repente surgiu, como uma música angelical, como um sopro de esperança. Era doce, e pude perceber, depois de alguns suaves segundos, que quem me chamava era uma criança. Dizia:

- Vejo flores azuis, vermelhas, roxas, amarelas, quase todas as cores, todas tão bonitas! A verdade de seus olhos já não pode ser mais essa, senhorita. Não enxerga mais como eu.

Eu, extremamente entregue ao discurso infantil e espontâneo daquele pequeno ser, tomei-o em meus braços e, caminhando, indaguei com minha trêmula voz:

- E por que, meu querido anjo? Por que não vejo as mesmas cores que você?

- A senhorita não sabe o que o branco e o preto significam? Procure entender bem o que explicarei agora...

- Vamos, meu anjo, explique sem demora!

- O branco é o reflexo de todas as cores; o preto, o de nenhuma delas. A senhorita não teve essa aula na escola?

Ri, então, embriagada pela esperteza do pequeno anjo. Deliciada pela irreverência da situação. Mas, ainda perplexa pela diferença de nossos olhares, indignada por não enxergar as mesmas flores azuis, vermelhas, roxas, amarelas...

Percebendo a aflição em que me encontrava, o pequenino logo continuou:

- Hoje a senhorita é assim: ou enxerga todas as cores juntas, ou nenhuma delas.

A única iniciativa de minhas pernas neste momento foi paralisar meus movimentos. Precisava mesmo parar e refletir sobre as cores de minha vida. Enquanto o garoto desceu do meu colo e saiu correndo dentre as flores cantando canções de uma infância querida.

Olhando tudo aquilo, concentrei-me nas últimas palavras do menino. Sentei-me diante daquela brancura e negrura sem graça, afim de encontrar sentido, experimentar a sensação da intensidade dessa explosão contida de cores. Toquei-as, cheirei-as, passei tulipas, jasmins e rosas brancas e negras pelo meu corpo.

No ápice de meu encontro com jardim recém-nascido, abri os olhos e, como se este fosse o dia das melhores surpresas, vi, bem junto a mim, a mais estranhas das flores, porém a mais bela... Uma flor grande e viva. Uma robusta flor cinza.

O meu anjo já estava longe e gritei para que ele retornasse.

Ao chegar perto de mim, mostrei-lhe a aberração e pedi explicação:

- O que isso significa, meu querido?

Ele, lindamente irritado como é natural de toda criança ao ser interrompida, disse-me brevemente, antes de sumir em meio àquela flora:

- Ah, senhorita, finalmente encontrou o equilíbrio!

Desde então, das flores brancas e negras que encontro no caminho, sempre procuro a cinza mais próxima.


Valéria Pisaneschi Cruz 08/09/08

sábado, 5 de setembro de 2009



Preciso dizer mais???
SAUDADE♥SEMPRE!

sexta-feira, 4 de setembro de 2009


"Então não há nada mais sensato a fazer
do que soltarmos as mãos dos trapézios,
perdermos a frágil segurança de nossas solidões
e nos enlaçarmos em pleno ar.
Talvez nos esborrachemos.
Talvez saiamos voando.
Não temos como saber se vai dar certo
- o verdadeiro encontro só se dá ao tirarmos os pés do chão,
mas a vida não tem nenhum sentido se não for para dar o salto."


(Antônio Prata)




Música Perfeita
Uma parceria de Samuel Rosa com Nando Reis!
Só podia dar nisso neh??
Se me perguntares , se estou bem hj... te direi
" Estou sobrevivendo"
Não me assusto com mais nada na vida...
Véspera de Feriado Nacional+ Feriado Municipal
e ainda não sei o que de fato farei.
Mudanças estão prestes a acontecer por aki
Vamos ver qual é .





video



Leh... valeu pela dica musical !!
Amei!!!!♥
Obrigada por tudo!

Créditos: Youtube
*zefirminu*
Site Vagalume

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Segredos revelados, através do toque
Segredos desnecessários
Segredos implorando por um grito de "liberdade"
Segredos desmentidos com charme
Segredos guardados
Segredos que causam loucura
Segredos que deixam marcas
Segredos inconfessáveis
Segredos meus
Que só Ele sabe

Roberta Seoane e Silva em 01/09/09 as 21:14h