quarta-feira, 3 de junho de 2009


Eu posso ganhar o mundo

De um tempos pra cá...
a dificuldade de passar para o papel o que me aflige,
me alegre tem sido constante
Minha pouca experiência , me cala em vários aspectos
Eu posso ainda sim ganhar o mundo?
Presa em minha redoma de seda, liberto aqueles que estão a minha volta
Causo sorrisos e faço com que as máscaras não sejam necessárias
Dou a mão, mas continuo tão envolvida ...
Que aquilo me paralisa
Tenho comigo a certeza que nada é por acaso
Por entre olhares sem nehum nexo,
minha vida passa sem brilho
Totalmente invisivel
Vou trilhando meu caminho ,
pegadas largadas pelo chão
Pensamento longe
Dou asas para que as pessoas consigam voar
e assim que elas se vêem preparadas saem livres pelo ar
Palavras, alicerces dos sonhos
Desejos, são sua motivação
E assim, a vida segue e percebo que não preciso ganhar o mundo,
pois ele já me tomou pela mão
Mesmo estando eu aparentemente imóvel no meio do deserto
É bom saber que sou o porto seguro e que não importa o que aconteça
Meus olhos não viveram sem brilho
por muito mais tempo e minha vida tem mais sentido do que eu imagino!!

Roberta Seoane e Silva em 03/06/09 as 17:13h






Um comentário:

janinha_2004_13 disse...

Nossa mato a pau...

Axo q sei o q deu origem a esse texto... Kkkk deixaquieto...

ameiii mana fiko lindo...

bjs amo-a