domingo, 7 de junho de 2009


Eu quis tanto ser a tua paz,
Quis tanto que você fosse o meu encontro.
Quis tanto dar, tanto receber.
Quis precisar, sem exigências.
E sem solicitações, aceitar o que me era dado.
Sem ir além, compreende?
Não queria pedir mais do que você tinha,
Assim como eu não daria mais do que dispunha,
Por limitação humana.
Mas o que tinha, era seu.

(Caio Fernando Abreu)

Tua caminhada ainda não terminou..
A realidade te acolhe dizendo que pela frente o horizonte da vida
necessita das tuas palavras e do teu silêncio.
Se amanhã sentires saudades, lembra-te da fantasia
e sonha com a tua próxima vitória.
Vitória que todas as armas do mundo jamais conseguirão obter,
porque é uma vitória que surge da paz e não do ressentimento.
É certo que irás encontrar situações tempestuosas novamente,
mas haverá de ver sempre o lado bom da chuva que cai
e não a face do raio que destrói.
Se não consegues entender que o céu deve estar dentro de ti,
é inútil buscá-lo acima das nuvens e ao lado das estrelas.
Atender a quem te chama é belo,
lutar por quem te rejeita é quase chegar à perfeição.
A juventude precisa de sonhos e se nutrir de lembranças,
assim como o leito dos rios, precisa da água que rola
e o coração necessita de afeto.
Não faças do amanhã o sinônimo de nunca, nem o ontem te deseja.

(Charles Chaplin)

2 comentários:

janinha_2004_13 disse...

Amei lindooo

como sempre ...

b js amorrrr

Jc Menezes disse...

Ei, como assim um "cantinho" seu e eu nem sabia?! Humpf!

Broncas à parte, venho dizer que adorei este espaço (e ele já se tornou um dos meus "reinos") e que sinto saudade das nossas loooongas conversas pelo MSN...

A senhorita me verá mais vezes por aqui.

Beijos carinhosos e literários,
Jc.